Alaíde Botequim: os concorridos bolinhos da famosa estufa do Planalto | Notícias Sou BH

Alaíde Botequim: os concorridos bolinhos da famosa estufa do Planalto

Reza a lenda que as receitas para os petiscos mais famosos surgem na cabeça da cozinheira durante seus sonhos

A Alaíde Carneiro, cozinheira de mão-cheia, abriu em julho de 2018 o Alaíde Botequim, no bairro Planalto, estabelecimento que mudou para sempre a relação do belo-horizontino com o bolinho frito. Reza a lenda que as receitas para os petiscos mais famosos surgem na cabeça dela durante seus sonhos. Depois de anotar o que se passou, Alaíde parte para a cozinha e transforma os sonhos em maravilhas gastronômicas.

Conheça os outros bares que fazem parte do Especial 30 em BH.

Andando pela movimentada avenida Dr. Cristiano Guimarães, o melhor jeito de encontrar a “famosa estufa dos bolinhos” é pela inusitada aglomeração de pessoas na calçada e pelo inconfundível cheiro de delícias do mar em contato com o óleo quente. Tente encontrar uma estufa mais bonita que a do Alaide Botequim na região e falhe miseravelmente. A vitrine de vidro é a verdadeira estrela do bar, que possui decoração simples.

Lá na estufa você encontra bolinhos com preços que vão de R$ 7 a R$ 20. Os clássicos são o de camarão com requeijão, baião de dois, vatapá com caruru, feijoada, aipim, abóbora com carne seca, tutu com torresmo e o concorrido “Choquinho”. Com uma apresentação impactante, ele leva camarão, catupiry e batata palha. “Dá até briga quando ele sai”, conta Alaíde. Os bolinhos são servidos após às 16h. Antes desse horário, Alaíde oferece almoço, com opções de “pratos do dia a dia”, como ela diz.

E engana-se quem pensa que somente os bolinhos são os destaques da casa. Não deixe de experimentar as porções de Carne de sol com aipim frito ou cozido (R$71, inteira; R$45, meia), Totivendo de camarão (R$ 26), que é uma releitura do escondidinho. Há diversos sanduíches, como o Filé tudo junto (R$ 18), que leva a carne de boi, queijo, ovo, alface e tomate, e o Pernil com abacaxi (R$ 18).

Para beber, a casa conta com cerveja de garrafa, como Brahma (R$ 9), Original (R$ 12) e Heineken (R$ 15), cachaças diversas e drinks. A caipirinha é vendida a R$ 12 e caipvodka sai por R$15.

Durante algumas décadas, somente os moradores do Rio de Janeiro ou quem estivesse de passagem por lá, em especial no bairro Leblon, tinham a oportunidade de desfrutar dos famosos bolinhos. Na capital fluminense, ela esteve à frente da cozinha do Bar Bracarense por 24 anos e por nove anos manteve o seu próprio bar, o Chico & Alaíde. Sorte a nossa ela ter vindo para BH!

Serviço
Terça a sábado, das 11h às 23h.
Domingo, das 11h às 20h.
Av. Dr. Cristiano Guimarães, 1.389 – Planalto

You may also like...

Adblock
detector